terça-feira, 21 de maio de 2013

Castel Sant'Angelo


Castel Sant'Angelo

Castel Sant'Angelo é o monumento que vamos ver hoje em todos os seus detalhes históricos, arquitetônicos, em pleno ritmo de primavera, os jasmins perfumam as ruas na nova luz que chega transformando o que conhecemos em imagens novas, que não nos cansam de encantar com a sua beleza eterna.

Castel Sant'Angelo é um dos tantos monumentos romanos com uma história incrível, de beleza imponente e mágica, de sabor antigo e cenográfico do centro de Roma - um dos meus preferidos!
"Anima vagula blandula - Hospes comesque corporis - Quae nunc abibis in loca - Pallidula rigida nudula - Nec ut soles dabis iocos." 
"Pequena e tenra alma vagante, hóspede e companheira do corpo, agora pálida e rígida desapareces, sem poder mais brincar como outrora." 
Imperador Adriano, ano 130 d.C.
(frase escrita no interior do Mausoléu do Imperador e da sua família)


Castel Sant'Angelo visto pelo Jardim
Castel Sant'Angelo visto com "il passetto" - ligação com o Vaticano

Esta construção aparentemente insólita aos nossos olhos era até muito comum na antiga Roma, e deve a sua forma aos etruscos.

Acredita-se também que a maior inspiração arquitetônica para este monumento tenha sido um grande mausoléu do IV séc. a.C., às margens do mar Egeu, localizado numa cidade antiga que se chamava Cária, na Anatólia. Este mausoléu era uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo e é também conhecido como Mausoléu de Halicarnasso; infelizmente hoje não podemos apreciar mais do que as suas fundações

Castel Sant'Angelo por trás
Castel Sant'Angelo, foto minha

O Imperador Adriano (que reinou no periodo de 117dC - 138dC) teve seu principado caracterizado pela tolerância em relação aos cristãos e proteção dos escravos (através de uma reforma legislativa promovida pelo imperador em pessoa), valorização da arte, cultura e filosofia.  A Villa Adriana é um exemplo de valorização das artes, pois foi construida com paixão e amor pela memória, com citações arquitetônicas que o imperador tinha conhecido nas suas várias viagens pela Grécia e Egito.

Até o Pantheon, construido por Agrippa foi reconstruido pelo imperador Adriano e adquiriu a forma que nós conhecemos hoje.

Visão linda do alto do Castel Sant'Angelo
No alto do Castel Sant'Angelo, com Suzana e Marcia (cúpola de São Pedro no fundo) 

História e arquitetura do Castel Sant'Angelo


O Castel Sant'Angelo foi construido entre 76 e 138 pelo Imperador Adriano como mausoléu para a sua família. O material da construção foi o peperino (pedra de origem vulcânica, típica aqui na região do Lácio) e uma espécie de cemento desenvolvido pelos romanos.

Castel Sant'Angelo de noite
Castel Sant'Angelo e Ponte Sant'Angelo com a iluminação noturna - foto minha

O túmulo tem a forma de um cilindro chato (64m de diâmetro e 20m de altura) e a construção de peperino era coberta por lastras de travertino (o mármore do Lácio). A base sobre a qual o cilindro se apoia é um quadrado de aproximadamente 85 metros de comprimento e 15m de altura. No alto do cilindro, existia uma quadriga, representando o Imperado Adriano como Deus-Sol.  No centro do monumento encontra-se as tumbas da família Antonina, com a seguinte inscrição escrita pelo próprio imperador:

Anjo da POnte Sant'Angelo, escola do Bernini
Angelo da ponte de Castel Sant'Angelo, das oficinas de Bernini

"Anima vagula blandula - Hospes comesque corporis - Quae nunc abibis in loca - Pallidula rigida nudula - Nec ut soles dabis iocos", que quer dizer mais ou menos "Pequena e tenra alma vagante, hóspede e companheira do corpo, agora pálida e rígida desapareces, sem poder mais brincar como outrora". Lá dentro, encontramos muitos membros da família Antonino, como a esposa do imperador, Sabina, o imperador Antonino Pio e sua esposa Faustina Maior, assim como três dos seus filhos, Lucio Hélio César, imperadores Cômodo e Marco Aurélio (e filhos), imperadores Setímio Severo e sua esposa Júlia Domna, bem como seus filhos e por último os imperadores Geta e Caracalla.

Ponte Sant'Angelo direção centro
Ponte Sant'Angelo, foto de Jimmy Harris

A importância da localização geográfica deste mausoléu foi um fato importantíssimo pela proximidade ao túmulo de um certo Pedro (sim, o Apostolo de Jesus), que muitas pessoas do mundo todo vinham a visitar em peregrinação, mas sobretudo por ter sido englobado nos Muros Aurelianos do final do III séc. d.C .De fato, a Basílica de São Pedro fica somente a 600 metros do mausoléu de Adriano! Imagine que o Mausoléu de Augusto, que fica a poucas centenas de metros deste mausoléu, foi totalmente abandonado e a maravilhosa estrutura arquitetonica ficou muito degradada por estar numa posição sem relevancia no desenvolvimento urbanistico da cidade de Roma!

Por 150 anos o mausoléu foi mesmo um mausoléu, até que seu destino foi marcado sob o imperadores Honório (395-423) e Arcádio (395-408), quando foi envolvido nos muros aurelianos. A partir deste momento, as características da construção se demonstram fantásticas para ajudar a proteger a cidade dos constantes ataques que sofria, transformando-a em uma fortaleza.

Anjo da Escola do Bernini, Ponte Sant'Angelo
Angelo da ponte de Castel Sant'Angelo, das oficinas de Bernini

O nome com o qual conhecemos hoje este monumento, Castel Sant'Angelo, foi dado no ano de 590, quando em Roma teve um surto de peste negra e o Papa Gregório I, desesperado, organizou uma procissão em uma tentativa de acabar com a doença na cidade. O trajeto da procissão passava pelo mausoléu de Adriano, e no momento em que o Papa e os fiéis se aproximavam ao imponente monumento, diz a lenda, Gregório I viu o Arcanjo Miguel aparecer no céu enterrando sua espada na parte superior do monumento, como sinal de que a peste seria vencida. Mas não é que a peste acabou mesmo depois da procissão? A partir daí, os romanos começaram a chamar de Castel Sant'Angelo o mausoléu de Adriano.

No decorrer do anos a fortaleza passou ao domínio dos papas e foi constantemente reformada  e cuidada, com a adição dos aposentos papais (Paolo III Farnese), caracterizados por um luxo difícil de imaginar, com uma série de afrescos requintados de Perin Del Vaga, e serviu como refúgio aos tesouros do Vaticano, pois aos poucos, com foram construidos bastioes e o antigo "monumento funerario" de um grande imperado for sendo transformado em um forte!

Venha passear conosco e conhecer o interior deste pedaço importantíssimo da história do Ocidente! No alto deste monumento tem uma lanchonete com uma das mais lindas vistas de Roma (para mim, a mais bonita!), pois nós vamos subir até o topo e ver o arcanjo Miguel de pertinho!

Peça seu orçamento para fazer este e muitos outros passeios  em Roma com a gente!

Alto Castel SantAngelo
Com Ródnei e Vladir lá no alto, pertinho do anjo!

2 comentários:

  1. Estivemos em ROMA e contratamos os serviços da LUISA e PATRÍCIA que simplesmente foi demais ....
    Passeamos por Roma com a Incansável Luisa que nos levou para aproveitar tudo e mais um pouco, claro com pausa para um cafezinho e chocolate..
    Incrivel obrigado Luisa.

    Já em outro dia foi a vez da Patricia que nos levou ao PASSEIO ANJOS E DEMÔNIOS.... demais e ainda de quebra nos levou em uma cantina Romana , aquelas que turistas nao vão...
    Comida ótima, ambiente muito bom e preço divino

    PARABÉNS Patricia

    Rodnei - Americana-SP

    ResponderExcluir
  2. Estivemos em Roma em Mai/2013, cidade encantadora, com inúmeros lugares para conhecer para todos os gostos, ficamos muito satisfeitos com as nossas guias, a Patrícia e a Luísa nos explicou de forma clara cada detalhe dessa cidade maravilhosa, excelentes profissionais e com um conhecimento inigualável. Parabéns e quando retornarmos vocês serão nossas guias novamente.

    Suzana / Sumaré SP

    ResponderExcluir