sábado, 22 de janeiro de 2011

Roma Antiga, roteiro de um dia

Aqui vamos nós, viajar no tempo e ver Roma Antiga, com algumas pinceladas de Roma Barroca e ainda por cima passando por um dos Mitreus mais importantes de Roma: o Mitreu da Basílica de San Clemente!

Imagina você que este é um percurso de 7,6km, que se fôssemos fazer batido, seria uma hora e meia de uma caminhadinha...mas estamos em Roma, e com as maravilhas que temos pelo caminho, podemos levar até 10 horas caminhando para ver tudo o que vou sugerir aqui hoje!

O roteiro é muito simples, a única coisa que precisamos, é um mapinha com as ruas principais para podermos nos orientar.

Ponto de Partida são as Termas de Caracalla!
Ônibus 118, parte de Piazzale Ostiense, parada Piramide do metro B (pequeno).
O melhor jeito de chegar lá é de metrô. Vamos pegar o metro B e descer na estação "Circo Massimo" e sair pela porta que indica FAO, Circo Massimo. Dobramos a esquina à direita, como se vê no
mapa, e andamos em frente até a entrada do sítio arqueológico das Termas de Caracalla!


Podemos visitar as termas e depois voltar ao ponto de onde viemos (metrô, Circo Massimo) e ver o gramado onde existiu o famoso Circo Massimo. Continuamos para o Coliseu, passando pela entrada do sítio arqueológico do Palatino (vale a pena entrar!). Vamos visitá-lo e depois, tentar sair pela mesma porta pela qual entramos, assim estamos muito perto de um restaurante sardo onde você vai comer uma pasta com molho de tomate e ricota que é o fim do mundo de bom.


Aconselho ver o Palatino e depois descer para o restaurante e fazer uma pausa antes de continuar. Vinho da casa e veja quais são as sobremesas frescas do dia: os doces são caseiros, por isso, o que te falar ao coração, pode pedir que com certeza vai ser bom! O restaurante é o Taverna dei Quaranta fica na Via Claudia, 24. Telefone 06 700 0550.

Vista do alto do Palatino

Depois do doce e do café, iria à Basílica di San Clemente, e só depois ao Coliseu.
Aí, subiria à Praça San Pietro in Vincoli para ver o famoso "Moisés" do Michelangelo, desceria por trás do metrô Coliseu de novo á Via dei Fori Imperiali, para seguir à entrada do Foro, para visitar a parte debaixo das ruínas e depois sair pela mesma porta que entrou e continuar em direção à Piazza Venezia (onde pode-se visitar o museu no interno da construção que os romanos desrespeitosamente chamam de "máquina de escrever" pela falta de elegância do monumento).

Tendo visitado este monumento, contornaria a Praça, subindo as escadas do Capitólio (onde existem outros 2 museus, e a maravilhosa Igreja de Santa Maria in Aracoeli (a pronúncia correta é "aratchéli") com uma construção do séc XIII.

Depois desceria as escadas do Campidolio, passando de novo pela maravilhosa praça redesenhada por Michelangelo, no meio dos deuses Cástor e Pollux (filhos gêmeos míticos de Leda e Zeus).


Virando à esquerda, desceria a Via del Teatro Marcello, passando pelo teatro à direita (não aconselho entrar neste caso). Observaremos nesta rua construções do séc I antes de Cristo ( o Teatro Marcello, que dizem que foi a contrução modelo para o Coliseu!), passando por construções medievais, passando pelo Arco di Jano, templo de Hércules e Portunus, Igreja de San Giorgio al Velabro, até chegar na Igreja Bocca della Verità.

Para jantar, iria a um restaurantezinho no ghetto, na Via Portico di Ottavia nº 8, comer comida Kosher judia-romana!

Olé, leitor, que dia lindo e cheio que tivemos!

----------------------------------------------------------------------------------------------
Leia e veja filmes sobre Roma antes de viajar!
-----------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário