sábado, 13 de fevereiro de 2010

Tivoli - Villa Adriana


«Fui à Tivoli, onde admirei uma das mais sublimes visões oferecidas pela natureza. Aquelas cascatas, as ruínas, a paisagem... 
tudo aquilo está entre as coisas que nos fazem profundamente mais ricos.»
Goethe, 1786 


Praça D'Oro, Villa Adriana, Patricia Carmo Baltazar

Vale a pena fazer um bate-e-volta à Villa Adriana em Tivoli?


A Villa Adriana fica a 30 quilômetros do centro de Roma.

A Villa Adriana entrou na categoria dos monumentos Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1999, com muitos outros famosos sítios arqueológicos e mesmo que ela seja conhecida e tenha sido escavada há mais de quinhentos anos, mantêm-se desconhecida a função de grande parte dos seus edifícios.

Canopo, Cariátides, Villa Adriana, Foto de Giulia Cantisani
Villa Adriana 

Breve história de Villa Adriana

Villa Adriana em Tivoli foi construída em três momentos entre os anos de 117 d.C. e 133 d.C. pelo Imperador Adriano para ser a sua residência imperial. Este é o mais importante e complexo de edifícios imperiais que permaneceu da antiguidade; a área arqueológica era originalmente o dobro que Pompéia e hoje temos 40 hectares para visitar.

Guia de Turismo, Villa Adriana, Roma
Villa Adriana, Tivoli

Villa Adriana foi um espaço vivido até a Antiguidade tardia e foi depredada por Totila; viveu longos séculos de abandono, durante o qual se tornou "Tivoli Antiga", uma pedreira de mármore e tijolos para a cidade vizinha de Tivoli e seu bispo. No final do século XV, Biondo Flavio identificou-a novamente como a Vila do Imperador Adriano descrita na História Augusta (de um autor desconhecido, sobre a vida dos imperadores) e naquele período o Papa Alexandre VI promoveu as primeiras escavações no teatro Odeon, durante a qual as estátuas e importantes mosaicos foram descobertos e levados para museus no exterior.

Três Exedras, VIlla Adriana


Sua fama foi consagrada pelo Papa Pio II Piccolomini, que visitou e descreveu em seus Comentarii.
Como é de se esperar, os tesouros da villa foram ao longo do tempo "incorporados" (que bela expressão, huh?!?) nas vilas dos nobres que lá primeiro chegaram.

Canopo, Villa Adriana

Durante a primeira escavação foram encontradas muitas estátuas de Musas, "salvas" para o olhar do público, hoje no Museu do Prado em Madrid.

Pequenas Termas, VIlla Adriana

Pode-se dizer que por essa razão, a Villa Adriana é uma das boas alternativas para os visitantes que se encontram em Roma e que não tenham tempo para fazer uma viagem de trem tão longe, para ver  um exemplo de construções do período imperial das famosas Pompéia e Herculano, perto de Nápoles. Sim, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, isto é: Pompéia e Herculano eram cidades onde pessoas viviam. Aqui temos um exemplo monumental de residência imperial, não existem estabelecimentos comerciais, templos e ruas transitadas por cidadãos como podemos apreciar na também perto de Roma, em Ostia Antiga http://guiaderoma.blogspot.it/2013/12/ostia-antica.html.

Grandes Termas, Villa Adriana
Tivoli, foto de chogenbo

Hoje em dia a Villa Adriana é utilizada para a apresentação de espetáculos de teatro e música durante o verão.
Canopo, Foto Giulia Cantisani
Palco montado em Junho de 2014 para espetáculo de dança

Canopo,  Villa Adriana, Foto de Giulia Cantisani
Cair da tarde na Villa Adriana

O percurso básico que sugerimos com a guia é de visitar as termas, piscinas, a suposta Aula Regia, salas de estar (triclini), salas de reuniões, alojamento dos escravos, ruas, templo de Vênus, Teatro Greco e aposentos servis. Vamos ter uma idéia do que significava "mansão" para um imperador romano no século II d.C. além de conhecer os hábitos alimentares de Adriano e seus servos.

Praça D'Oro, Villa Adriana

Infelizmente não posso colocar a minha mão no fogo pelos meios de transporte que levam à Tivoli; neste caso aconselho fortemente um motorista que acompanhe comodamente a excursão!
Para informações, por favor escreva um email patcarmobaltazar@gmail.com.

Como chegar na Villa Adriana

Se quiser mesmo ir com os meios de transporte público, é necessário pegar o metrô B em dirão Rebibbia e descer em Ponte Mamolo, de onde partem das plataformas, os ônibus para Tivoli. Antes de ir à plataforma, é necessário descer ao subsolo da estação, em direção ao bar, onde compra-se no caixa os tickets de ida e volta para Tivoli. Voltar para o andar superior e ir à plataforma no fundo, de onde partem os ônibus para Tivoli.
Os ônibus marcados com "autostrada" ou "A24" sao mais rápidos: escolher a linha que pega a autoestrada para ir direto à área arqueológica. Para ir à Villa d'Este, desça na Piazza Garibaldi. Perguntar para o motorista onde descer, esta é a prasse aqui! Essa operação dura aproximadamente uma hora e pouco do centro e custa ~ € 7.

Villa Adriana, Templo de Diana


Horário Villa Adriana: 9.00-à uma hora antes do por do sol. Fechado: 1° Janeiro, 25 Dezembro.
http://www.villaadriana.beniculturali.it/

Ticket entrada: inteiro € 12,00; reduzido € 8,00. Em ocasiões de mostras especiais: € 9. Audioguia: disponivel em italiano, ingles, frances e espanhol. Custo: 4 euro.

Villa Adriana faz parte do nuovo circuito Roma&Più Pass.

Horario de abertura Villa D'Este:
***reserva obrigato'ria: email: villadestetivoli@telekottageplus.com
http://www.villadestetivoli.info/index.htm

Aqui um vídeo muito lindo da Villa D'Este, do jornal La Repubblica: http://video.repubblica.it/edizione/roma/tivoli-villa-d-este-vista-col-drone/161948/160439

Janeiro: entrada 8,30-16,00; saida: 17,00
Ticket entrada: inteiro € 8; reduzido € 4.

Fevereiro: entrada 8,30-16,30; saida: 17,30

Março: entrada: 8,30-17,15; saida: 18,15

Abril: entrada: 8,30-18,30; saida: 19,30

Maio: 8,30-18,45; saida: 19,45

Junho: 8,30-18,45; saida: 19,45

Julho: entrada: 8,30-18,45; saida: 19,45

Agosto: entrada: 8,30-18,45; saida: 19,45

Setembro: entrada: 8,30-18,15; saida: 19,15

Outubro: entrada 8,30-17,30; saida: 18,30

Novembro: entrada: 8,30-16,00; saida: 17,00

Dezembro: 8,30-16,00; saida: 17,00

6 comentários:

  1. Voa a Roma pela segunda vez e precisava de informações de como chegar na villa Adriana.Foram muitos úteis!

    ResponderExcluir
  2. Que bom, Marcio! Manda fotos da tua visita e posto aqui no blog! Obrigada, Patricia

    ResponderExcluir
  3. Oi! Você sabe me informar se é necessário fazer reserva para visitar esses lugares?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. Drica Kondo, é tu? Venha, seria um prazer fazer este passeio com voces! <3

    ResponderExcluir