sábado, 30 de julho de 2016

Contemplar e trabalhar – a revolução de São Bento

Feliz Aniversário pra melhor avó do mundo!

Da família nobre Anicia, nasceu São Bento em Norcia, no ano de 480 e veio à Roma estudar. Segundo a tradição, Bento aos 17 anos achou Roma uma cidade muito estressante e foi meditar no Monte Subiaco por três anos.

Afrescos Medievais no Monastério de São Bento

O Monastério de Subiaco fica a aproximadamente uma hora e um pouquinho de Roma, a mais de 600m sobre o nível do mar. O ar aqui é puro e seu perfume, sempre mediterrâneo.

Entrada do Monastério de São Bento

A primeira residência do santo foi uma ex-casa do imperador Nero por isso aqui paramos para ver um pouco das ruínas que certamente faziam parte do antigo complexo, mas o que nos interessa ainda está um pouco mais adiante.

Nesta região, São Bento fundou doze núcleos monásticos, dos quais somente um sobreviveu ao tempo. Falaremos desta construção num próximo post.

Restos da Vila de Nero, Monastério de São Bento

O primeiro núcleo arquitetônico do "Sacro Speco" foi construido por Gregório Magno e dedicado a São Clemente. O que vemos hoje, esta maravilha arquitetônica encaixada na rocha que nos dá a sensação de estar suspensa no ar, é uma estrutura medieval do século XI: orgânica e espalhada sobre diferentes andares com escadas que os ligam e afrescos por todos os lados, este monastério atrai pessoas com interesse pela religião cristã ou simplesmente apaixonados por afrescos pré-renascimentais e lugares com atmosfera extremamente sugestiva nos arredores de Roma.

Fundamental a compreensão da vida monástica e a relação das tantas ordens que surgiram durante a Idade Média e o papado - veja bolla de 1202 -  para entender a importância da regra beneditina!

Afrescos do Monastério de São Bento

A igreja superior tem suas origens no século XIV e é dividida em duas partes: a primeira, com afrescos da escola de Siena, do século XIV,  cujos afrescos contam a última parte da vida de Cristo; a segunda, realizada por artistas da Umbria e das Marcas, do XV século, nos conta sobre a vida de São Bento.

O maravilhoso pavimento cosmatesco completa a beleza das paredes e do teto. O visitante sente-se facilmente transportado no tempo envolvido por tanta beleza.

Afresco de Medieval de Anjo, Monastério de São Bento

Temos acesso à igreja inferior através de uma escada central, na frente da cátedra, onde vemos afrescos da escola romana do início do século XIII.

A "gruta sagrada" contém uma escultura no lugar onde acredita-se que São Bento meditava, realizada por um "nosso conhecido", o incrível Antonio Raggi - de clara inspiração berniniana!

Afrescos do Monastério de São Bento

Entre tantos afrescos, tem um muito especial na Capela de São Gregório, pois representa São Francisco, provavelmente ainda vivo; acredita-se que tenha sido realizado em 1223, um ano antes do santo receber as estigmas.

Afresco de Sao Francisco um ano antes de receber as estigmas

Dos complexos originalmente fundados pelo santo, ainda está de pé e restauradíssimo, o Monastério de Santa Escolástica, aqui pertinho. 

Eis aí mais um exemplo de um lugar perto de Roma para visitar onde, se você é cristão, vir aqui é uma experiência mística da sua religião; se você não é cristão, permanece o cunho espiritual desta  excursão num lugar que emana paz, cultura e história... e tanta natureza!

Endereço:
Piazzale di Santa Scolastica, 1
Site oficial:
http://www.benedettini-subiaco.it/

Nenhum comentário:

Postar um comentário