segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Igreja São Bento in piscinula

A igrejinha que você quase não vê quando passa, escondida na esquina e sobretudo da fachada neoclássica, é uma das pérolas medievais de Trastevere.

Guias brasileiras Roma
 Interior da igreja de São Bento in piscinula, em Trastevere
 
O oratório que aqui existia antes da igreja de hoje foi fundado no século VIII, no lugar onde a tradição diz que ficava a casa de propriedade da nobre família Anicia, e onde o São Bento rezava durante o período em que passou em Roma, no final do século V.

Tours portugues Roma
Vista das maravilhosas colunas de espoliação

A igrejinha, como a vemos hoje, foi muito provavelmente construída no final do século XI, início do século XII. 

À esquerda da entrada vemos um portãozinho cosmatesco, que segundo a tradição é a antiga entrada ao oratório.
O espaço interior tem o charme da completa assimetria e é dividido em três naves com colunas e capitéis que pertenceram a monumentos antigos. 


Tours portugues Roma
Vista da entrada e colunas da nave da direita

Entre as preciosidades que encontramos aqui, temos um dos únicos pavimentos cosmatescos que não foi restaurado. Além disso, note as maravilhosas colunas de espoliação, em mármore grigio, granito cinza e granito vermelho.

Tours portugues Italia
Pavimento em mosaico, dos Cosmatas

Onde que acredita-se ser a cela onde rezava São Bento, vemos na ábside do século XI um afresco com a Virgem, com datação do século XIV. 

Os brasileiros do Arautos do Evangelho é que cuidam da igreja hoje em dia. Se tiver a sorte de passear por Trastevere e entrar quando o Padre Maurício estiver por aqui, digam um "oi", ele é uma presença muito especial.

No post "A alma de Trastevere" eu conto mais um pouquinho sobre este bairro que amo tanto, onde moro desde 2002.

Garanta a sua viagem na Itália com guia em português particular da mais alta qualidade; não hesite em escrever para Guia Brasileira em Roma para pedir seu orçamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário