sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Bate e Volta de Roma: Pompéia

Vale a pena fazer um bate-e-volta de Roma à Pompéia?


No teatro grande de Pompéia
Um guia da nossa equipe explica o Teatro Grande e depois faz o teste de acústica

"Visitar Pompeia é uma experiência indescritível. Conhecer a cultura dos habitantes, a história de Pompeia e as técnicas de preservação dos restos humanos é essencial para quem se interessa um pouco pela cultura do povo latino. É um passeio que deve ser incluído no roteiro de quem vai à Itália, mas é imprescindível a presença de um guia, nada teria valor se não fosse pelo conhecimento e pela companhia de um guia, nesse caso, eu indico os guias oferecidos pela Patrícia que foram fundamentais para o sucesso de minha viagem.

Eu particularmente gostei de todos os guias oferecidos e amei poder conhecer Roma e Pompeia, espero voltar com meus filhos e netos. 
Bjs
Fátima"

Visite também a antiga cidade da foz do Rio Tibre, Ostia Antiga!


Dentro de uma casa de Pompéia
Explicações fundamentais no interior de uma Domus

Foto de Vascoplanet

Como já mencionei em outros posts, esta é uma pergunta difícil para mim, e aprendo muito com os meus clientes que vem com o tempo precioso contado e que deve ser aproveitado ao máximo! Eu moro aqui há tempo demais para poder avaliar certas coisas. Fátima, como Celso, Pablo, Alexandre e inúmeros outros clientes que me pediram orientação para serem guiados em Pompéia, me relatam que um bate-e-volta é absolutamente importante para quem vem à Roma.


Dentro de uma casa de Pompéia
Foto de Vascoplanet

Só para citar um exemplo pessoal e conversar um pouquinho com você, leitor, posso contar de uma experiência que fiz anos atrás na Croácia. Fui parar num lugar paradisíaco que se chama Hvar (se pronúncia RRvar, kkk), numa praia com água cristalina, limpa, enfim, o paraiso que precisava para poder descansar do meu trabalho e recarregar minhas energias. Eu tinha 15 dias de tempo antes de voltar para a Itália. Depois de uma semana, eu tinha uma meia ideia de ir à Sarajevo, passando po Mostar (por que estava no caminho). Eu não tinha a menor ideia se algum dia, apesar da proximidade com a Itália, eu voltaria à Croácia e à Bósnia. Com o coração pesado, deixei meu vidão de sol, mar adriático transparente maravilhoso e tardes inesquecíveis com vinho excelente em Starigrad, e me pus em caminho da nova aventura.

Hoje, 15 anos depois, não me arrependo de ter ido à Mostar, Sarajevo e ao retorno, Split (Espálato, maravilhosa, elegante e com tantas ruínas romanas), pois nunca mais tive a oportunidade de voltar àquelas bandas.


Pelas ruas da antiga Pompéia
Essas enormes pedras nos cruzamentos, por que?
Essa e mil outras curiosidades explicadas com profissionalidade e bom humor!

Desculpe o assunto tá fora de mão para um blog que há 4 anos fala de Roma e arredores, mas achei que valia a pena comentar este fato, pois achei que a situação era análoga e poderia ser útil à quem vem à Roma e tem intenções de fazer os famosos bate-e-volta a partir da minha Eterna, eternamente bela.

Aqui vai o relato de viagem de Celso, que veio em  2012 à Roma e fez  bate-e-volta à Nápoles e Pompéia com um serviço de transfer.


Afrescos de Pompéia, foto de Vascoplanet

O bate-e-volta de Pompéia, quando feito com um carro com motorista para facilitar a viagem, pode incluir Herculano e Nápoli. Com o trem, visita-se facilmente Nápoli.

Foi o que Celso fez com a sua família:

Fizemos esta viagem para Pompei sugerida pela Patricia e realmente é impressionante. Vale muito a pena. Ida para a Itália com uma passagem por Pompei é essencial e pode ser viagem de um dia, como fizemos saindo de Roma pela manha, um passeio de 2 horas por Pompei com guia, uma boa pizza napolitana e retorno a Roma. Fica aí a dica. Vale a pena!". 

Este comentário está no post: http://guiaderoma.blogspot.de/2012/03/pompei-e-ercolano-para-quem-esta-em.html.

Reserve já a sua visita com uma guia italiana que aprendeu português para atender o viajante de língua portuguesa e evite filas! Escreva um email para patcarmobaltazar@gmail.com.


Afrescos de Pompéia, foto de Vascoplanet

Como funciona o tour com guia?

Os meus colegas de Nápoli, com um alto nível de formação e uma boa dose necessária de paixão pelo que fazem, acompanham viajantes de língua portuguesa há anos. O percurso clássico segue pelo Teatro Grande, Teatro Piccolo, pelas Botteghe (oficinas), casas privadas, com seus afrescos e mosaicos em excelente estado de conservação, as ruas principais, as Lupanare (bordéis), as Termas, o Foro, os Templos, os moldes em gesso, a Basílica, até a Porta Marina. Duração mínima: 2h.

Para fazer um tour na Itália com guia de turismo em português não hesite em escrever para Guia Brasileira em Roma para pedir seu orçamento.

Mas se você gosta mesmo de arqueologia, não perca a oportunidade de visitar com uma guia de turismo o Teatro de Ostia Antiga e a cidade onde ele foi construido! http://guiaderoma.blogspot.it/2013/12/ostia-antica.html


Roma, Ostia ANtiga

 Capitólio de Ostia Antiga

Nenhum comentário:

Postar um comentário