segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Jóias Contemporâneas

Grande Officina nasceu em 1994 de uma idéia de Daniela Ronchetti e Giancarlo Genco.

Daniela Ronchetti e Giancarlo Genco, designer de Jóias em Roma
Daniela  e Giancarlo

Uma oficina no coração do bairro de San Lorenzo, cheio de artistas e artesãos. Chamá-la "La Grande Officina" foi rápido ao ver o espaço enorme, antigamente ocupado por uma oficina de carros, além do conceito romântico do início do séc. XVI, período em que as oficinas dos artesãos floresciam na Itália.

 anel de Daniela Ronchetti
Anel em ouro, prata e bronze

Daniela e Giancarlo se encontraram em um laboratório de ourivesaria, uma escola centenária romana da famosa Via Margutta, onde aprenderam as técnicas antigas  e modernas de trabalhar os metais preciosos. 
 Brincos de Daniela Ronchetti
Brincos em prata

Mas a capacidade artística deste casal vai bem além, e os levou a colaborar com artistas e arquitetos.

A oficina aberta em 1994 é um laboratório de outros tempos, onde pedras preciosas e metais inertes recebem vida neste ambiente feito para pensar, projetar, falar; um lugar onde as trocas são possíveis e cada jóia é uma peça única.

Trabalhar com as mãos, criar, fundir, amalgamar metais é a palavra chave.
A verdadeira força do artesão é saber intuir e ter novas idéias, continuando a surpreender as mentes mais creativas e sofisticadas.

 Colar com moedas fora de circulação, de Daniela Ronchetti
Colar feito com moedas de liras

A produção de jóias de Daniela e Giancarlo são modernas, mas com um quê retrô, continuamente em busca de novas contaminações e descoberta de novos materiais.

A inspiração mais forte é a natureza, especialmente o mar, mas não se deixam de lado os mecanismos integrados, o microchip e coisas afins à contemporaneidade.

Brincos inspirados pelo trabalho do artista Calder
Brincos em prata, inspiração do artista Calder

 Aqui, ouro, prata, bronze, madeira ou aço, assim como plástico e resinas parecem ter o mesmo valor.

 Pingente feito sob medida com lagartixa (geco)
Pingente em prata de lagartixa

La Grande Oficina, Daniela Ronchetti - via dei Sabelli,165b - ROMA (RM). 064450348 danielaronchetti88@gmail.com - SAN LORENZO, ROMA

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Bocca della verità

A "Bocca della Verità" é uma grande máscara de mármore pavonazzetto (mármore branco com estrias de cor violácea escura, como na cauda dos pavões), em exposição no pronaos (termo utilizado para designar a antecâmera do templo grego, podemos aqui simplificar, dizendo que seria a área retangular logo antes da entrada da igreja) da Igreja de Santa Maria em Cosmedin, desde 1632.

(Se você gostar de mármores, leia o artigo sobre os mármores antigos!)

Máscara famosa de Roma
A famosa máscara da Bocca della Verità

A "mascarona" representa um rosto masculino com barba; olhos, nariz e boca são cavidades na placa de mármore. O rosto foi interpretado ao longo dos anos com representação de diferentes personagens: Júpiter-Amon, o deus Oceano, um oráculo ou um fauno.

O fantástico interior da Igreja de Santa Maria in Cosmedin, com o pavimento Cosmatesco

Na Roma Antiga, a máscara era uma espécie de ralo, que naquela época tinham comumente a forma de uma divindade pluvial.

Durante a Idade Média, a máscara atingiu uma fama legendária: acredita-se que seja este o objeto mencionado no século XI nos primeiros Mirabilia Urbis Romae (uma guia medieval para pelegrinos!), onde à Bocca foi atribuido o poder de pronunciar oráculos. Nesta guia estava escrito: Ad sanctam Mariam in Fontana, templum Fauni; quod simulacrum locutum est Iuliano et decepit eum ("Na Igreja de Santa Maria em Fontana encontra-se o templo do Fauno. Esta  máscara si pronunciou a Juliano e o enganou").

Um texto alemão do século XII conta de um mito sobre o Imperador Juliano, que se declarou pagão apesar de sua fé católica, descrevendo detalhadamente como o diabo, através daquela boca tivesse segurado longamente a sua mão, que por sua vez teria engando uma mulher e na frente da máscara teria que jurar a sua boa fé, prometendo-lhe de recuperar a sua reputação e de dar-lhe muita proteção se ele voltasse a instituir o culto pagão no Império Romano.

Ainda na Idade Media, uma legenda contava como Virgilio mago (um mago de uma lenda desenvolvida no norte da Europa) construiu a Bocca della Verità para que os maridos e esposas pusessem à prova a fidelidade do cônjuge.

No século XV, viajantes italianos e alemães se lembram, bastante convencidos, que esta pedra "chamada lápide da verdade tinha antigamente o poder de  mostrar se uma mulher tivesse traído seu marido".

Em uma outra lenda alemã do XV século, encontramos uma estória sobre a máscara que não ousou morder a mão de uma imperatriz romana que, mesmo que tivesse de fato traído o seu marido imperial, a engana com a sua lógica. Legenda ou fato? Mistérios de Roma...

Boatos populares conhecidos falavam de uma mulher infiel que tinha sido levada à Bocca della Verità pelo marido que suspeitava da sua esposa, para colocá-la à prova, mas que tinha conseguido salvar a sua mão com a sua inteligência: pediu ao amante que no dia em que fosse levada pelo marido para a prova de fogo se apresentar no local, fingir-se de louco e abraçá-la na frente de todos.
Assim, a mulher pode jurar tranquilamente ao inserir a mão na Bocca, que tinha sido abraçada somente por seu marido e por aquele homem que todos tinham visto, mesmo sendo culpada de adultério.

O nome Bocca della Verità apareceu em 1485 e a escultura tem sido desde então mencionada entre as curiosidades romanas, tendo sido reproduzida em desenhos e estampas. Daí podemos dizer que originalmente a escultura estava posicionada fora do pórtico da igreja e foi colocada dentro do pórtico no restauro feito pelo Papa Urbano VIII, Barberini, em 1631.

Os turistas ainda hoje formam enormes filas para serem fotografados com a mão dentro da "boca mágica", o que nos faz pensar que esta curiosidade esteja inserida em diversas guias e até nos passeios mais curtos por Roma! Nós preferiríamos entrar na igreja, que é linda e cheia de pavimentos cosmatescos!

Monumentos importantes aqui perto: 

Templo de Portunus: http://guiaderoma.blogspot.de/2010/12/templo-de-portunus.html

São Nicolau em Cárcere: http://guiaderoma.blogspot.de/2016/08/basilica-de-sao-nicolau-no-carcere.html 

Teatro Marcelo: http://guiaderoma.blogspot.de/2017/02/teatro-marcelo-de-roma.html

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Curso de cerâmica na Toscana 2013

Link ao post introdutivo ao Centro Internacional de Cerâmica La Meridiana, na Toscana: http://guiaderoma.blogspot.com.br/2012/05/curso-de-ceramica-na-toscana.html

Neste ano teremos outros professores de altíssimo nível ensinando na La Meridiana.
Aqui vai a lista: Brenda McMahon, Carol-Ann Michaelson, Donna Polseno, Ellen Shankin, Esther Shimatzu
Jan Edwards,  Ken Shipey, Laura Dufresne, Lisa Ehrich, Liz Quackenbush, Lori Acott, Luca Tripaldi, Mark Hewitt, Paula Smith, Pietro Maddalena, Robbie Lobell, Tom Radca.

Já neste mês aconteceu a maratona de torno, para quem sofre de abstinência de trabalhar com a argila. A maratona foi presidiada por Pietro Maddalena, e se você perdeu essa, não perca os outros cursos deste incrível centro de cerâmica na Toscana!

A programação:



Pasqua di terra e di fuoco
Richard Phethean - www.phethean.clara.net
30 Março - 6 Abril 2013
Diferentes técnicas para colorir a argila e aulas de torno para todos os níveis.
Para mais informações, falar com Claudia, email: info@lameridiana.fi.it



Spostare i limiti
Carol-Ann Michaelson - www.carolannmichaelson.ca
7 – 20 Abril 2013
Construção manual e torno - superar os próprios limites técnicos e creativos.
Para mais informações, falar com Claudia, email: info@lameridiana.fi.it



Esther Shimatzu - www.esthershimazu.com
21 Abril – 4 Maio 2013
Curso para divertir-se sem medo de beliscar, cortar, tirar e enfim remontar figuras que espelhem a nossa própria expressividade!
Para mais informações, falar com Claudia, email: info@lameridiana.fi.it


Ceramica e Storia dell'Arte
Paula Smith - paulasmithceramics.com
Laura Dufresne - faculty.winthrop.edu/dufresnel
5 – 18 Maio 2013
Cerâmica e história da cerâmica com duas professoras especialistas em história da arte
Para mais informações, falar com Claudia, email: info@lameridiana.fi.it


Study abroad in Italy
Ken Shipley - www.shipleypottery.com
www.artapsu.com/tag/ceramics/
19 Maio - 1 Junho 2013
Para estudantes universitários - cursos que dão créditos para universidades americanas


Para mais informações, falar com Claudia, email: info@lameridiana.fi.it


Grande tornitura
Mark Hewitt - www.hewittpottery.com
2 – 15 Junho 2013
Aperfeiçoa as tuas técnicas para usar o torno melhor e maior!
Para mais informações: patcarmobaltazar@gmail.com.




domingo, 6 de janeiro de 2013

Tour em trânsito por Roma

UPDATE 01.02.2017: estamos trabalhando somente com passageiros de Cruzeiros em Civitavecchia; não estamos trabalhando com passageiros em trânsito no aeroporto de Fiumicino.

Caros leitores!

Tenho observado que muitas pessoas passam por Roma em trânsito, e tem longas esperas no aeroporto para o vôo para o Brasil ou para outras cidades.


Para tornar o seu trânsito mais agradável, em vez de esperar quatro ,cinco horas no aeroporto, podemos organizar um tour pela cidade de carro.

A nossa equipe montou um tour semelhante ao "Sete colinas de Roma", com pausa em restaurante para almoço e retorno ao aeroporto, mais ou menos assim:


Praça de Espanha
Piazza de Spagna, foto de Kokoro

Encontro com o motorista no aeroporto, ida ao centro de Roma, passando pelas colinas, com paradas para fotos em Fontana de TreviPiazza di Spagna e Basílica de São Pedro.

Depois fazemos uma pausa para o almoço e se segue para Via Veneto e  se retorna ao aeroporto.

Esse é um tour de três horas para quem pega a conexão de Roma para outras cidades.

Podemos adaptá-lo de acordo com as exigências do grupo, como por exemplo fazendo um day trip para quem chega de navio (Celebrity Cruises, Disney Magic, etc) e passa o dia em Roma. O serviço pode incluir minivan, hostess, guia em atrações e reserva em restaurante, como desejar.


Aconselhamos escoher entre Praças de Roma, Coliseu e Foro ou Panorâmica de Roma.

Para maiores informações, escreva para patcarmobaltazar@gmail.com!

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Capela Sistina fechada excepcionalmente!


- Excursão à Capela Sistina com guia em português: http://guiaderoma.blogspot.com.br/2012/08/vaticano-capela-sistina-e-basilica-de-s.html
- As paredes da Capela Sistina: http://guiaderoma.blogspot.com.br/2012/02/as-paredes-da-capela-sistina.html
- O teto de Michlângelo da Capela Sistina: http://guiaderoma.blogspot.com.br/2012/02/maravilha-capela-sistina-de.html
- Planta com os tesouros da Basílica de São Pedro: http://guiaderoma.blogspot.com.br/2011/01/tesouros-da-basilica-de-sao-pedro.html
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Aviso aos viajantes que estarão em Roma dia 07 de Janeiro e vão querer visitar a Capela Sistina: das 10h ao meio dia não se poderá visitá-la, pois ela estará fechada, se lê no comunicado que o Vaticano nos enviou:

Depois a situação volta ao normal.

Teremos uma outra situação semelhante nos dias 11 e 12 de Janeiro de 2013, quando o ingresso será permitido somente até às 12.00h, com saída obrigatória às 12.30h.


Cortile della Pigna, Museus Vaticanos


Quem for estar em Roma dia 11 de Fevereiro, lembre-se que os Museus Vaticanos estarão fechados pelo aniversário do Pacto Lanteranense de 1929, isto é, a independência do estado do Vaticano: organize a sua viagem de modo que não esteja lá no dia do fecho deste maravilhoso museu!

Note que nos dias em que estas situações acontecem, o ingresso é muito intenso e tumultuado. Se você tiver  a oportunidade de ir aos Museus Vaticanos no dia seguinte ou anterior à estas mudanças, vai ter com certeza uma visita mais tranquila.


O romantismo das temperaturas mais baixas...

O romantismo das temperaturas mais baixas...
Rio Tibre de Roma. VIsite Roma com guia em português
O rio Tevere, Foto de Gianluca Nucci

Gostaria de reforçar as informações das temperaturas de Roma, inspirada pela foto do meu amigo Gianluca Nucci. 
Resumindo o longo post quase "técnico" http://guiaderoma.blogspot.de/2010/02/clima-de-roma.html : o Outono em Roma é uma estação linda e agradável, que pode ter algunas dias quentes, uma delas é chamado de "Verão de São Martinho": trata-ser de uma repentina elevação das temperaturas. Em geral é o período em que amanhece friozinho, na hora do almoço faz calor e a temperatura cai de novo no final do dia. Conclusão, é preciso sair de casa vestido com várias camadas.
Ainda não começaram as chuvas do inverno, portanto é um período ideal para planejar passeios ao ar livre combinados com visitas a museus.