sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Praça de Espanha

Foto de Cebete

A Praça de Espanha, com a escadaria da Trinità dei Monti é uma das praças mais famosas de Roma. O nome da praça se refere à embaixada ibérica junto à Santa Sede.
No centro da praça tem a Fontana della Barcaccia ("barco feio"), realizada no início do período barroco, esculpida por Pietro Bernini.

Foto de Cebete

O tema do barquinho que está afundando se refere ao marco de uma das piores inundações do Rio Tevere, onde um barco foi encontrado exatamente onde vemos a escultura hoje. Urbano VIII comissionou esta fontana, que é alimentada pelo mesmo aqueduto de Fontana di Trevi.

No séc XVIII, esta praça era a entrada principal de Roma, por isto contava com inúmeras pousadas, que os viajantes adoravam encontrar tão rapidamente depois da longa viagem - por isto, esta região era conhecida como o "bairro dos estrangeiros".

Bem no cantinho à direita da escadaria, você vê a casa onde morou o poeta inglês John Keats, que morreu em 1821. Hoje a casa foi transformada em um museu dedicado à sua memória e do poeta Percy Bysshe Shelley.
No canto esquerdo da escadaria, tem uma casa de chá, a Babington's, fundada em 1893.

A escadaria

A extravagante escadaria de 135 degraus foi inaugurata pelo Papa Bento XIII, durante o ano Jubileu de 1725. Ela foi realizada graças a um financiamento francês para ligar a Embaixada Burbônica Espanhola à Igreja da Trindade dos Montes.
O projeto leva o nome de Francesco De Sanctis e Alessandro Specchi, vencedores da licitação com a sugestão dos terraços enfeitados com canteiros, os quais durante a primavera são ricamente adornados com muitas flores. O efeito cenografico é perfeito: à medida que nos aproximamos, mais vontade temos de subir seus degraus até o obelisco "Salustiano" (chamado assim por que antes de chegar ai, ele adornava os Jardins Salustianos, e isso é uma história que vai ser contada num outro post!) e nos aproximar da igreja.
Aí esta' mais uma caracterîstica da arquitetura barroca: longas e profundas perspectivas que acabam em construções monumentais.

A Igreja Trindade dos Montes
Foto de Cebete

Carlo VIII, rei da França, mandou construir a igreja em 1495 com uma grande navada com seis capelas de cada lado.
A façada de Carlo Maderno, como vemos hoje, foi finalizada no final do séc. XVI, quando Sisto V fez a rua da igreja, a Via Sistina. O convento ao lado e a igreja foram entregues aos Irmãos Menores da Ordem de San Francesco da Paola.
No interior encontramos algumas obras-primas, como a "Deposição", e a "Assunção" de Daniele da Volterra ( o melhor aluno de Michelangelo). Têm também afrescos de Sodoma, Perugino, Giulio Romano, Perin del Vaga e dos irmãos Zuccari.

As redondezas

Bem em frente da Piazza di Spagna, nasce a Via dei Condotti, que é chamada assim pela canalização que recolhia a água da chuva. Aqui voce encontra o historico Caffè Greco, que foi fundado em 1760, muito provavelmente por uma pessoa que vinha da Grécia. Este café é famoso por ter sido sempre um ponto de encontro de artistas e intelectuais. Aqui vão uns nomes de ilustres visitantes, para você ter uma idéia: Stendhal, Goethe, Bertel Thorvaldsen, Mariano Fortuny, Byron, Franz Liszt, Keats, Henrik Ibsen, Hans Christian Andersen e Felix Mendelssohn. Vale a pena entrar e tomar um café, pelo menos no balcão, só para ver a decoração original do período em que foi fundado. Aviso também que neste caso, o preço é "normal", isto é, para todos os bolsos!
Interior di Antico Caffè Greco, foto de George Terezakis

A taça do cappuccino, que pedi com leite de soja e eles já tem!

Indo em direção à Coluna de Maria, você chega na Via Frattina, que além das lojas chiquíssimas, tem o Palazzo di Propaganda Fide (Prédio da Propagação da Fé), que pertence à Santa Sede. Inicialmente esta construção foi progetada por Bernini, mas o Papa Inocencio X o substituiu com o arquiteto Borromini em 1644. Aqui aprendemos como reconhecer o inconfundível estilo do Borromini: a divisão de uma superficie em concava e convexa: o movimento creado destas intercalações faz deste edifício um dos mais interessantes exemplos de arquitetura barroca em Roma.

Lojas para fazer ótimas compras perto da Piazza di Spagna: Benetton  Roberto Cavalli , Dolce e Gabbana , Krizia , Alberto Guardiani, Eredi Pisanò , Roberta Scarpa.
Blumarine Anna Molinari   Versace, Mariella Burani ,  Yves Saint Laurent , Amina Rubinacci
Alviero Martini , Gucci , Ermenegildo Zegna , Gattinoni , Roberto Cavalli,  Loro Piana, Moschino , Eddy Monetti , Fendi, Laura Biagiotti.

Na via delle Carrozze : Mila Schon , Valentino , Nautica,  Il Portone.
Nia & Co  na via Vittoria .

Sapatos e acesórios: Furla, Yamamay, Nazareno Gabrielli ,  Cesare Paciotti .
Tanino Crisci , Louis Vuitton, Sergio Nesci
Outros tipos de lojas:.Beauty Point , Bruno Calò , Pancrisia, Pastateca 

Divirta-se no centro de Roma!

2 comentários:

  1. Obrigada por este blog, sou portuguesa e vou estar em Roma durante 7meses. Definitivamente vou me guiar por aqui para saber a história dos principais ponto turísticos! Ciao

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Wippy! E eu vou continuar postando o melhor que aprendi sobre Roma nos ú
    ltimos 14 anos!!! Boa estadia em Roma!

    ResponderExcluir