segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Santo Estevão Redondo

"Ah Roma! meu país! cidade da alma!"
Lord Byron (1788-1824)
Afresco de Pomarancio da igreja de Santo Estevão Redondo

Domingo estive passeando com a Kaká e família. A pedido dela, tinha praparado um tour pelas 7 colinas de Roma.


Esta igreja, como muitas aqui na Itália, tem uma fachada tão discreta que é difícil imaginar os tesouros que ela contém!


Fachada da igreja de Santo Estevão


O interior de Santo Estevão Redondo

No lugar onde no II século d.C. existia um Mitreu, foi consagrada pelo Papa Simplício (468 - 483) a basílica com um plano arquitetônico do Santo Sepulcro de Jerusalém.


Por mero caso, naquela manhã ia ter um casamento mais tarde, a igreja estava toda decorada com flores brancas e tinha duas músicas ensaiando a "Ave Maria" de Schubert: uma tocava harpa e a outra flauta transversal. Foi um momento mágico.



O curioso edifício é formado por dois círculos concêntricos. O diâmetro do círculo central é de 22m, sobre o qual se apoia um tambor de 22m de altura. Um corredor circular separa o anel perimetral do terrapleno central. Os capitéis iônicos do anel exterior foram realizados exclusivamente para esta igreja.

Entre os anos de 430 e 460, a arquitetura paleocristã atingiu a sua maior expressão artística e vemos isto neste edifício, assim como no batistério de São João em Latrão , Santa Sabina e no Mausoléu de Santa Constança. A planta redonda é uma característica de construções dedicadas a santos mártires, já realizados durante o período constantiniano (segundo quarto do IV século).

Os papas João I e Félix IV contribuíram à decoração desta igreja com mosaicos e mármores preciosos, dos quais infelizmente não temos mais resquícios!


Gregório Magno (590 – 604) rezou missa nesta igreja e o trono em mármore do período romano pensa-se ter pertencido a este papa.


Santo Stefano Rotondo

No ano de 601, padres do monastério de São Bento em Subiaco vieram viver aqui para se proteger dos ataques dos lombardos.


O papa Teodoro I (642-649) transferiu as relíquias dos irmãos santos mártires Primo e Félix para o interior desta igreja, onde mandou construir uma pequena ábside no lado noroeste, bem como um painel de prata para adornar o novo altar. 

A calota da ábside foi decorada então com um mosaico com fundo de ouro, sobre o qual foram representados os santos aos lados de uma cruz central, por sua vez decorada por pedras preciosas. Acredita-se que este trabalho tenha sido realizado por um artista bizantino e é uma das poucas obras de arte conservadas em Roma do VII século!

O altar com o mosaico do VII século

No XI século a capela dos santos irmãos foi fechada com faixas de madeira para ser utilizada como sacristia e um segundo coro. 


Afrescos de Santo Stefano Rotondo, antes do restauro

basílica não teve uma comunidade de padres vivendo aqui continuamente, o que causou o seu abandono nas centenas de anos que seguiram.

Papa Niccolau V (1447-1455) realizou o segundo restauro com o florentino Bernardo Rossellino, que refez o teto e o pavimento, elevando-o ao nível atual, e mandou murar o perímetro do círculo central e deu a igeja à Ordem dos Padres e Irmãos Paulinos.

Gregorio XIII Buoncompagni (1572-1585) mandou afrescar as paredes pelos pintores Antonio Tempesta e Pomarancio (Niccolò Circignani, 1520-1597), com cenas de martírio, que compõem a obra do Martirológio, em 34 cenas cruéis. A igreja passou aos jesuítas do Colégio Húngaro, que é responsável por ela até hoje.

Santo Stefano Rotondo  ou Santo Estevão Redondo, em português


O altar atual é uma obra de 1736, de Filippo Barigoni.

Do momento em que escrevi este post até agora, Outubro de 2013, ela só ficou mais maravilhosa, pois finalizaram o restauro dos afrescos. Fui à um Festival de Música e tive o prazer de presenciar as seguintes cenas:

Concerto para cravo, tiorba e voz

Altar na capela dos santos Primo e Félix, iluminado por todos os lados com a luz da manhã

Tambor: O teto circular da igreja

Afrescos restaurados de Santo Estevão

Afrescos restaurados de Santo Estevão

Afrescos restaurados de Santo Estevão

Endereço e horário de abertura:
Via San Nicola da Tolentino, 13
00187 – Roma

Horário durante o inverno:
A igreja fica aberta do último domingo de Outubro ao último sábado de Março com o seguinte horário(hora solar):
De 2a a Domingo:
9:30 - 12:30  e  14:00 - 17:00
Horário durante o verão:
De 2a a Domingo:
9:30 - 12:30 e 15:00 - 18:00

Site:

Nenhum comentário:

Postar um comentário