segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

O Culto de Mitra

Hari Oṁ. 
 Possa Mitra nos dar a Paz. (Taittirīya Upaniṣad)

Esse culto era praticado por homens, quase exclusivamente por legionários.

Quem era este deus?

A origem do culto deste Deus se deu na Europa Mediterrânea oriental, no período chamado elenístico, entre o I e o II a.C., atingindo a sua maior popularidade nos III-IV d.C. e desaparecendo logo depois que o Imperador Teodósio proibiu todos os cultos pagãos, entre eles o de Mitra, em 391.


Mitreo de San Clemente, altar. Foto de Wikipedia

Esta religião há uma origem "mistérica", isto é, que possui suas raízes nas antigas religiões esotéricas e de iniciação e por isso não existe um corpo de escrituras que fundamenta a crença. O "iniciado", que passava por uma espécie de "batismo", era aceito na religião e era obrigado a manter segredo total e absoluto sobre seus rituais e cultos... mas era muito fácil identificar os seguidores de Mitra, pois tinham uma cruz tatuada na testa!

As poucas informações que chegaram até nós foram escritas por cristãos ou por indivíduos de outras religiões. A documentação que encontramos sobre este culto foram encontradas nos mitreus existentes sobretudo em Roma e no Lácio de forma geral, com suas epígrafes e iconografias que adornavam o templo.

São Girólamo descreveu os 7 graus de iniciação que o seguidor de Mitra deveria superar; Tertulliano nos conta do sinal tatuado na testa, que designava o seguidor como um verdadeiro soldado de Mitra, da espécie de batismo, que marcava o primeiro grau do iniciado, o início de um percurso que tentava promover uma compreensão da vida e da morte, e que levaria o seguidor à salvação,  e isso há em comum com a religião cristã.

Escultura de Mitra nos Museus Vaticanos

Detralhe escroto-escorpião, Museus Vaticanos
 Detalhe cobra-espada-cachorro, Museus Vaticanos

O imperador Constantino, bem como muitos outros, era um saguidor de Mitra.

O arqueólogo Leandro Sperduti afirma que os sete graus do desenvolvimento espiritual dos seguidores de Mitra teria dado origem aos Sete Sacramentos da religião cristã; bem como a palavra Papa, Pater Patrum, que era o utilizada pelos seguidores de Mitra. 

Os elementos que encontramos quando visitamos um mitreu são: Mitra, o Toro, o Sol, a Lua, a serpente, o escorpião, o cão e o corvo.

A representação do touro, escorpião, cobra e cachorro se referem à constelações estrelares.

O MITREU

O centro de culto e ponto de encontro dos seguidores de Mitra era o mitreo, cavidade natural de uma rocha ou falésia com fonte de água. O mitreo era um lugar sem janelas e tendencialmente sombrio, mesmo quando não se localizava em uma área subterrânea. Se possível, era construído embaixo de um edifício.


Visita ao Mitreu de Sutri, entrada

O templo era dividido em três partes: uma entrada, chamada vestíbulo, a parte maior, que tinha uma forma retangular e se chamava spaeleum ou spelunca , onde era realizado o "banquete ritual".


Visita ao Mitreu de Sutri, spaeleum

No fundo deste retângulo (oposto ao "vestibulo") existe o "altar", normalmente adornado com uma escultura de Mitra, com o teto decorado com um céu azul estrelado, com as constelações e planetas.
Na maior parte dos casos a escultura (ou fresco) representavam o deus Mitra com uma coroa de raios solares, matando o touro sagrado (tauroctonia), o cão, a serpente e o escorpião.


Visita ao Mitreu de Sutri, altar (modificado e adaptado ao culto cristão)
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Se gostarem de arqueologia, não percam o nosso passeio com guia à Óstia Antiga http://guiaderoma.blogspot.it/2013/12/ostia-antica.html!!! 
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mitreus de Roma

* Mitreo di San Clemente (esse é o mais fácil de visitar pois fica pertinho do Coliseu e não precisa marcar hora!)
Horário de abertura:
9h - 12.30h e 15h -18.30h. Domingo a partir das 10h.
De Outubro à Março, até às 18h.

* Mitreo Barberini (con tauroctonia affrescata) - fechado ao público
* Mitreo delle Terme di Caracalla
* Mitreo di Santa Prisca
Aberto somente com reservas pré-agendadas. O 2ª e o 4ª Domingo do mês para individuais das 16.00h , para grupos das 15.00 às 17.00.
Tickets:
Visitas individuais € 4,50
Visitas grupos € 100,00
Visite acompanhadas € 30,00
Reservas:
de 2ª à 6ª das 9h - 18h Sábado 9h - 14h
+39.06.39967700
* Mitreo del Circo Massimo

Mitreus de Ostia

* Mitreo delle 7 porte
* Mitreo delle 7 sfere
* Mitreo degli animali
* Mitreo della Casa di Diana
* Mitreo di Felicissimo
* Mitreo di Lucrezio Menandro
* Mitreo delle Pareti Dipinte
* Mitreo del Palazzo Imperiale
* Mitreo della Planta Pedis
* Mitreo dei Serpenti
* Mitreo delle Terme

Outros Mitreus

* Mitreo di Duino
* Mitreo di Marino (con tauroctonia affrescata)
* Mitreo di Pisa
* Mitreo di Santa Maria Capua Vetere (con tauroctonia affrescata)
* Mitreo di Sutri
* Mitreo di Vulci

4 comentários:

  1. Thanx for the post..very nice.More Tips for a short trips in the Hinterland of Rome ??

    ResponderExcluir
  2. Ola', obrigada pela sugestao! Vou fazer um posto sobre os arredores de Roma. Essa excursao foi em Sutri; eu gosto muito de Viterbo (para o Norte) e Ostia (oara o Sul).Mas aguarde mais detalhes!

    ResponderExcluir
  3. Olá, estava procurando informações sobre Mitreus e encontrei seu blog.
    Estou em Roma e suas dicas serão muito úteis.
    Adorei seu blog, muito interessante. As informações não são superficiais como em outros blogs que visitei.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigada, Cristiane! Meu objetivo é mesmo dar um pouquinho mais de profundidade nas informaçoes, com entusiasmo de modo que mais pessoas tenham acesso às maravilhas da cidade eterna e deste pais maravilhoso que é a Italia! Se gostou deste post, quem sabe se interesse pelo post sobre a histo'ria dos ma'rmores: http://guiaderoma.blogspot.com.br/2012/01/os-marmores-antigos.html...Boa viagem!

    ResponderExcluir